A Tosa nos cavalos

Por quê, quando e como tosar!

Tosar os cavalos é um daqueles trabalhos que muitos proprietários não gostam. Alguns não sabem se devem ou não tosar, é um serviço demorado e, muitas vezes, pode ser estressante para o cavalo e para ele mesmo. Mas você não deve temer tosar seu cavalo. Se você, ou alguém de sua confiança (e do cavalo!), sabe como manusear uma máquina de tosa e uma tesoura com segurança e consegue manter a calma, pode conseguir um cavalo relaxado durante toda a experiência. Assim você pode terminar o dia com um cavalo que parece que foi para o pet shop, ao invés de parecer ter saído de uma briga com um cortador de grama!

Quando Tosar seu Cavalo?

Deve-se observar o pelo do cavalo, pois começa a se preparar para o inverno em meados abril e maio. Se o pelo do cavalo cresce rapidamente, você pode precisar fazer uma segunda tosa, às vezes até mesmo uma terceira, mas a última tosa do ano deve ser o mais tardar no final de agosto ou começo de setembro, uma vez que começa a interferir com a pelagem do verão.

Por quê Tosar?

Quando as folhas começam a cair e as primeiras brisas frias sugerem que o inverno está a caminho, é hora de decidir se vai tosar ou não seu cavalo. A tosa é benéfica para o cavalo que vai ser trabalhado durante o inverno, pois permite que o calor do corpo seja dissipado, o que impede que o cavalo fique muito suado. Se não for devidamente esfriado/descansado após um passeio, o cavalo pode tornar-se gelado demais, já que o suor esfria e os pelos longos permanecem úmidos. Um cavalo que pega uma friagem pode ser mais propenso a cólicas, resfriados e outros problemas de saúde graves. O proprietário do cavalo que pretende montar durante o inverno deve considerar a quantidade de trabalho que o cavalo vai fazer, e as condições que ele vai viver e trabalhar.

Como um bônus adicional, tosar seu cavalo pode significativamente reduzir o tempo gasto a preparação. A escova rápida resolve para se livrar do pó depois de uma tosa.

A tosa pode ter benefícios de saúde também. Manter as patas e boletos tosados pode ajudar a prevenir doenças como as micoses, dermatites, carepas e facilita na percepção de pequenos cortes e arranhões.

tosa do cavalo

Ferramentas Necessárias para a Tosa

Uma vez tomada a decisão de tosar, é importante estar preparado. Um kit de tosa deve incluir:

• Diferentes tamanhos de pentes de corte. (Para áreas grandes e também para as áreas delicadas e locais de difícil acesso)

• Lâminas extras afiadas

• Lubrificante

• Lavagem para a Lâmina

• Óleo para Lâmina

• Cabo de extensão

• Escova dental

• Tesouras

• Toalha

• Giz

• Petiscos

• Pá de esterco

• Corrente e local tranquilo para amarrar o cavalo

Tosadoras são um investimento, então deve-se pesquisar as diferentes marcas e tipos de máquinas no mercado antes de comprar. Alguns não são adequados para a tosa de corpo inteiro, ficam muito quentes, alguns são muito pesados, etc. Converse com as pessoas, obter opiniões e decidir qual comprar.

Lâminas gastas podem cortar o pelo para cima, fazendo com que pareça áspero e desarrumado. Quando se tem pelo menos duas lâminas,quando uma começa a ficar quente você pode trocar pela outra e deixar esfriar, a cada 10 a 15 minutos por exemplo.

Uma escova de dentes velha em seu kit de tosa servirá para retirar os pelos dos dentes das lâminas. A tesoura poderá ser usada em cavalos que se opõem a ter a máquina perto de áreas sensíveis, como ao redor das orelhas por exemplo.

O giz pode ser usado para desenhar as linhas de tosa sobre o cavalo.Para garantir uma tosa simétrica , pegue um pedaço de fio barbante e coloque-o sobre as costas ou pescoço ou qualquer parte que você está tosando e desenhe uma linha de seu tamanho, e em seguida, use-o como guia para medir do outro lado.

tosando cavalos

O que você deve e NÃO deve usar!

A menos que seu objetivo seja parecer uma bola de pelo humano no final da sessão, nunca use roupas de lã ou tecidos que segurem os pelos. O melhor é vestir uma capa ou um macacão, de preferência com punhos elásticos para evitar que os pelos entrem nas roupas, e retire qualquer protetor labial ou creme facial. Uma bandana na cabeça é essencial para manter o cabelo limpo.

Óculos de proteção evitam que os pelos entrem em contacto com os olhos. Botas com proteção para pisões nos dedos podem ser úteis quando se trabalha com cavalos particularmente difíceis, e nunca é uma má ideia usar um capacete também.

Depois,lave suas roupas separadamente uma vez que, os pelos vão grudar em qualquer outra coisa que estiver na mesma lavagem.

Ter uma segunda pessoa como ajudante pode ser útil. Um auxiliar pode manter o cavalo calmo e sob controle, passar itens para a pessoa que está tosando e manter a pata do cavalo estendida quando os boletos e pernas estão sendo tosados.

Escolha o seu local de tosar com cuidado.Um lugar tranquilo e seguro é preferível e vai ajudar a manter o cavalo longe de tornar-se distraído ou agitado. A melhor luz para a tosa em é luz natural, mas se o animal se sentir mais seguro pode ser realizada na própria cocheira, tomando os devidos cuidados com a posterior limpeza do local pois os pelos são partículas pequenas o suficiente para incomodar o animal e irritar as vias aéreas superiores.

Apresentando as Máquinas

Uma tosa de corpo inteiro pode levar de uma hora e meia a quatro horas, dependendo do humor do cavalo e da experiência da pessoa que está tosando. O processo deve ser feito com a maior tranquilidade possível para o cavalo; às vezes pode levar várias sessões mais curtas de tosa para o cavalo sentir-se confortável com a tosa.

Antes de Começar

Certifique-se sempre que o cavalo está limpo e bem preparado antes da tosa, lama e sujidades pode potencialmente obstruir as lâminas diminuindo sua eficiência mais rapidamente. Excesso de sujeira também é problemático para o motor. Para ajudar a máquina a deslizar através dos pelos com mais facilidade, use algum produto em spray de silicone antes de começar.

A Técnica para Tosar

Sempre mover a lâmina contra a direção do crescimento do pelo. Movimentos longos com a máquina de tosa vai resultar em menos linhas aparecendo. Caso contrário, o cavalo pode acabar parecendo uma colcha de retalhos.

Se você está trabalhando em uma área que é sensível deverá mudar para uma velocidade mais lenta, use sua mão que não segura nada perto da área que você está tosando, ela age como um amortecedor e tira um pouco da sensibilidade.

Lembre-se de verificar as lâminas a cada dez minutos mais ou menos para ver se elas não aqueceram demais. Nunca use lâminas quentes em um cavalo; se estiver muito quente ao seu toque, estão muito quente para a pele do cavalo também. Colocando em contato com o chão de cimento frio ajuda a resfriar a máquina muito mais rápido.

Vamos começar a Tosar?

Escápulas:

Um bom lugar para começar a tosa é na escápula, ou seja, o ombro do cavalo, na base do pescoço, já que é o lugar mais seguro para se estar se o cavalo reage violentamente, escoiceando com as patas traseiras ou atacando com os dentes. Você pode ver facilmente as orelhas, os olhos e corpo do cavalo a partir desta posição para que você possa ler sua expressão e reagir de acordo.

Pescoço:

Se obteve sucesso na escápula, o pescoço é uma área relativamente fácil, peça ao cavalo para mover a perna da frente e para trás, afim de abrir a área onde o pescoço encontra o ombro. Isso também vai tornar o trabalho no peito mais fácil, mantendo a pele um pouco esticada.

Tome cuidado quando tosa a base da crina. Inverter a tesoura na mão facilita o trabalho, tosando contra a direção do crescimento do pelo. Nesta etapa o cavalo deve ficar parado para que você não, acidentalmente, tose fora alguns tufos da crina. Retire cuidadosamente a crina se for comprida, e tose o pelo do pescoço deslizando as lâminas pelo meio, em um movimento descendente direto. Fazer a linha superior da crina da mesma forma em ambos os lados do cavalo. ”

Neste ponto recomenda-se parar para limpar e lubrificar as lâminas, uma prática que deve ser repetido a cada 15 minutos aproximadamente, durante toda a tosa.

 

Peito:

tosar cavaloPara tosar o peito, mantenha o cortador para baixo e siga a direção do crescimento do cabelo ao longo dos músculos peitorais. Usando uma mão para puxar o apartamento da pele onde existirem redemoinhos, isso vai ajudar a manter a direção do crescimento do pelo mais visível e mais fácil de seguir. Quando tosar o peito, estará dentro do alcance de patas dianteiras do cavalo, por isso tome cuidado e mantenha a leitura da linguagem corporal e do humor do cavalo.

Tórax:

Uma vez que o ombro e pescoço foram tosados, passa-se para a barriga e tronco do cavalo. Áreas relativamente simples para a tosa, mas as axilas enrugados requerem atenção especial.

Axilas:

Para tosar as axilas, seu ajudante deve segurar a perna da frente do cavalo para fora, para que a pele atrás da área da axila torna-se suave e lisa.

Posteriores:

Passando para o quadril e posteriores, novamente um passo para frente e outro para trás irão facilitar o trabalho. Termine a cauda tosando duas linhas diagonais dos lados da cauda para criar um “V” invertido.

Pernas:

Pode-se começar a trabalhar a partir do topo da perna para baixo em direção ao casco, já que a maioria do trabalho de perna é feito na diagonal, em vez de para cima, através do pelo, devido à superfície arredondada e estrutura de suas patas. Com seus tendões delicados, a perna do cavalo pode ser uma área estressante para a tosa. Segure a perna para cima e flexione o boleto para relaxar os tendões. É também mais fácil de entrar atrás do boleto com o tornozelo mole.

Cabeça e face:

Quando se trata de fazer a cabeça do cavalo, máquinas menores realizam o trabalho muito mais facilmente, pois eles são mais manobráveis e confortáveis de segurar do que cortadores de corpo pesado. As máquinas menores também são mais silenciosas, o que ajuda quando for tosar ao redor das orelhas dos cavalos. Comece sob a mandíbula do cavalo e pela garganta, puxando a pele lisa com a outra mão. Em seguida, passe para a bochecha, usando a maçã do rosto como um ponto de parada. Para a testa e frente use velocidade inferior. Com cuidado, feche o olho do cavalo com a mão durante o trabalho. Isso vai ajudar a preencher o vazio acima do olho e manter os pelos soltos. Os bigodes no focinho podem ser cortados para dar ao cavalo uma aparência arrumada. Como faz parte dos sistemas de defesa, deve-se apenas apará-los, deixando-os com aproximadamente 2cm de comprimento.

Sempre garantir que o cavalo tosado seja adequadamente coberto com uma capa, dependendo do tipo de tosa, da idade do cavalo e taxa metabólica.

É muito importante também observar o peso do cavalo, uma vez que ele foi tosado e ajustar a sua alimentação durante os meses de inverno para acomodar qualquer perda de peso.

Uma manta mas fina pode ajudar o cavalo tosado a ficar quente enquanto estiver sendo preparado, após o aquecimento antes de uma prova e durante o descanso depois de uma aula ou prova já que é muito importante resfriar o animal após o trabalho.

Deve-se garantir que a cama seja macia o suficiente para prevenir a fricção dos boletos, joelhos, cotovelos etc.

Tosa Artística

É claro que também podemos inventar moda com a máquina de tosar e criar padrões exclusivos que podem ser usados em dias de prova, exposições ou até mesmo no dia a dia, deixando seu cavalo bonito divertido ao mesmo tempo.

Podem ser usados moldes para desenhar ou até mesmo adesivos que delimitam o corte, se o tosador tiver uma vocação artística e um pouco de criatividade poderá criar verdadeiras obras de arte!

Confira alguns exemplos interessantes de tosa artística.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mantenha esses fatores em mente e você será recompensado com um cavalo tosado, feliz e saudável.

fonte : Cavalo Atleta / www.horsejournals.com

Gostou? Diga-nos o que achou. Comente usando seu Facebook!

Responder