WeCreativez WhatsApp Support
Tire suas dúvidas sobre anúncios pelo site ou Aplicativo e responderemos diretamente no seu WhatsApp.
Quer ajuda para anunciar?
For a better experience please change your browser to CHROME, FIREFOX, OPERA or Internet Explorer.
  • Seja Bem-vindo(a) ao MeuHaras!
Cavalo extinto será clonado do DNA de um potro de 42 mil anos de idade

Cavalo extinto será clonado do DNA de um potro de 42 mil anos de idade


Cavalo extinto será clonado do DNA de um potro de 42 mil anos de idade
Encontrado na Sibéria, potro congelado tem o DNA preservado e cientistas se mostram confiantes na empreitada genética

20 de abril de 2019

Uma equipe de pesquisadores russos e sul-coreanos está prestes a empreender algo digno de um filme de ficção científica: a clonagem de um potro de 42 mil anos encontrado na cratera siberiana conhecida como Boca do Inferno.

O potro de apenas duas semanas foi congelado em perfeitas condições, e cientistas veem na tentativa de restaurar a raça de cavalos Lenskaya, que desapareceu há 4 mil anos, um caminho para trazer o gigante Mamute-Lanoso de volta à vida.

Segundo a Universidade Federal do Nordeste, localizada na fria cidade de Yakutsk, os pesquisadores estão confiantes no sucesso do projeto, e as tentativas continuarão até o final de abril. Na fase atual de trabalho, a equipe está escolhendo uma mãe para hospedar o embrião criado em laboratório. A equipe de pesquisa internacional é liderada pelo especialista em clonagem sul-coreano, professor Hwang Woo-suk, que também está envolvido nos esforços de usar restos de mamutes gigantes preservados nas geleiras para trazê-los de volta à vida.

Yakutsk, capital da República Sakha, é um local onde se encontram muitos animais congelados. No final de março, foi anunciado que a Rússia abriria uma nova instalação de clonagem no valor de 4,5 milhões de libras (23 milhões de reais) que visa trazer de volta o mamute lanoso e outras espécies extintas. “Do lado coreano, há sete pesquisadores envolvidos no projeto de clonagem, e todos estão otimistas com os resultados”, afirma Lena Grigoryeva, uma das principais investigadoras russas do projeto.

Cavalos a serem utilizados para clonagem do potro / Reprodução The Siberian Times

A técnica de clonagem a ser realizada, conhecida como CRISPR / Cas9, permite aos cientistas criar um animal híbrido a partir de fósseis preservados ao fundir o DNA extraído com células da pele de um animal vivo. As células reprogramadas serão adicionadas ao óvulo da fêmea escolhida. “Felizmente, os tecidos musculares do animal (potro) não foram danificados e foram bem preservados, então conseguiremos obter amostras dessa descoberta única para pesquisas em biotecnologia”, explicou Dr. Semyon Grigoryev, pesquisador líder do Mammoth Museum em Yakutsk.

No caso dos mamutes lanosos, a ideia é fundir seu gene com células de um elefante vivo — as duas espécies compartilham 99,4% de DNA.

Fonte: Aventuras na Historia



Pesquisar




Top Baixar App
Baixar App
>