WeCreativez WhatsApp Support
Tire suas dúvidas sobre anúncios pelo site ou Aplicativo e responderemos diretamente no seu WhatsApp.
Quer ajuda para anunciar?
Para uma melhor experiência, altere seu navegador para CHROME, FIREFOX, OPERA ou Internet Explorer.
  • Seja Bem-vindo(a) ao MeuHaras!
Como manter um cavalo saudável

Como manter um cavalo saudável


Alguns pontos que fazem parte do cotidiano do proprietário de cava como manter um cavalo saudável

O controle de parasitas intestinais é um dos cuidados mais importantes. Os parasitas digestivos são inevitáveis porem uma infestação forte demais cansa muito o cavalo e pode até provocar lesões intestinais que favorecem cólicas, colocando a vida do cavalo em risco.

Sem contar que um estado de infestação permanente altera as performas reprodutoras e esportivas.

A vermifugação tem que ser efetuada 4 vezes por ano.

 

A vacinação também é indispensável. O cavalo deve ser protegido contro o tétano, raiva, encefalomielite equina e influenza. Deve-se fazer uma vez por ano para ter uma imunidade suficiente. Sem esquecer uma atenção particular para as éguas prenhes e cavalos indo para provas.

 

Se o cavalo trabalha com regularidade, pode tosquiar no inverno para evitar que ele transpira de maneira excessiva com o pelo invernal, tendo dificuldade depois para secar. Deverá então proteger o cavalo do frio com uma capa de frio.

Pode também tosquiar na primavera para facilitar a troca do pelo.

 

Os cuidados dos cascos são essenciais para o bem estar do cavalo. O ferrador deve fazer uma visita cada 4 à 6 semanas, para trocar a ferradura usada e aparar os cascos.

E aconselhado aplicar graxa nos cascos secos, para conservar os cascos da umidade e apodrecimento. Deve-se limpar os cascos antes e depois de sair com o seu cavalo, e toda ferida deverá ser imediatamente desinfectada.

 

A alimentação deve ser adaptada à atividade do cavalo e distribuída de maneira fracionada. As reservas de feno ou de ração devem ser estocadas corretamente em local protegido da poeira. Não esquecer de deixar água fresca permanentemente, e, se possível, uma pedra de sal a disposição para que o cavalo possa ter todos os minerais necessários à sua dieta.

Em caso de mudança de regime alimentário, a transição deve ser progressiva, senão o cavalo pode começar uma diarreia o cólica.

 

As áreas de pasto devem manter bem limpas e em constante manutenção. Elas devem ser bastante grandes, para que os cavalos não tem que pastar nas áreas onde eles estrumam, provocando um risco de contaminação de parasitas.

Para a mesma razão, o esterco deve ser retirado pelo menos duas vezes por semana.

Cuidado com plantas tóxicas!

Ver artigo sobre plantas tóxicas para cavalos

 

Os dentes devem ser verificados uma vez por ano. Um desgasto acelerado pode atrapalhar a mastigação, e os alimentos não são bem assimilados, ou pode gerar feridas no interior da boa o na linguá do cavalo.

 

As instalações (estabulagem, picadeiro, piquete…) e o material (selaria, escovas,…) devem ser confortáveis, resistentes e limpos.

 

O ideal é de movimentar o cavalo todos os dias, através de um treino leve, com um aquecimento progressivo e adaptado.

 



Fonte do Artigo




Topo
>