Ramo de criação de cavalos não sofreu com a crise no Brasil; saiba mais sobre atividade

Criação de cavalos não conhece a crise

Em tempos de crise no Brasil, o setor de criação de eqüinos parece não ter sentido os efeitos da retração financeira. De acordo com dados do Centro de Estudos Econômicos da Universidade de São Paulo (Cepea/USP), em 2016 mais de 16 bi foram movimentados pelo segmento que está sendo observado cada vez mais por investidores, veterinários e expositores.

Quem deseja começar a investir no ramo da criação de cavalos deve seguir alguns passos que garantem um bom começo no negócio. Uma boa estrutura, com cuidados ao animal de primeira linha, equipamentos de qualidade e profissionais adequados e competentes já fazem uma grande diferença na vida do eqüino e em conseqüência, no objetivo a ser alcançado. Cavalos criados em ambientes inadequados, por exemplo, tendem a crescer com temperamento arisco, o que diminui seu valor de compra.

 

Criador de longa data, o empresário Wilson Borges destaca a importância dos cuidados com o animal.  “O cavalo é um dos animais mais caros para a venda, seu valor pode chegar a mais R$100.000,00. Isso porque alguns itens como linhagem pura, cautela, bom convívio com homem fazem o preço sofrer alteração.Ele ressalta ainda que uma boa criação acompanhada de uma equipe especializada pode ser um grande diferencial. Borges destaca que para ele, a criação de cavalos vai além de uma atividade econômica. “Me dedico à criação não apenas pelo dinheiro que essa atividade pode trazer, mas sim por prazer, hobby e por gostar mesmo dos animais”.

 

Dicas para quem quer investir na criação de cavalos

Um fator determinante para se levar em consideração são as raças que se opta por criar. Algumas valem mais que outras, pois são consideradas nobres. Outros fatores como estatura, tonalidade dos pelos, assim como seu brilho também são importantes. O cavalo da raça Mangalarga é um dos mais requisitados por apresentar, quando bem tratado, todos os itens citados acima. Essa é a raça mais cara para comercialização tanto para animais adultos como para filhotes ou embriões. Outras raças como o Campolina, de criação brasileira que surgiu entre o cruzamento entre duas outras raças, apresenta um menor preço de venda, mas também tem valor comercial atrativo.

O novo criador deve atentar-se ao comércio de embriões, grande gerador de lucro da área. A reprodução pode acontecer por meio de inseminação artificial ou meio natural (hoje em dia pouco usado) e para que tudo ocorra bem, é necessário acompanhamento de profissionais especializados do ramo.

Vale a pena pesquisar e visitar locais já tradicionais na criação eqüina e obter o máximo de conhecimento com criadores, empresários, técnicos e profissionais que podem facilitar suas decisões na hora de fazer uma boa compra e uma excelente venda. Faça perguntas e tire todas as suas dúvidas. Lembre-se de que esse é um novo investimento que deve começar com o menor índice de erros possíveis. Pesquise antes sobre raças, equipamentos e a função de cada profissional de sua equipe e procure entender como funciona o mercado antes de realizar alguma transação.

Junte-se à nossa lista de amantes de cavalos!

Assine para receber ofertas de compra e venda de cavalos, atualizações, informações sobre Haras e Criadores de cavalos de várias raças diretamente no seu E-mail. Venha galopar com a gente!

Obrigado! Agora só confirmar lá no seu e-mail ;)

Algo deu errado.

Responder