WeCreativez WhatsApp Support
Our customer support team is here to answer your questions. Ask us anything!
Hi, how can I help?
Para uma melhor experiência, altere seu navegador para CHROME, FIREFOX, OPERA ou Internet Explorer.
  • Seja Bem-vindo(a) ao MeuHaras!
Saiba mais sobre cólica e traumatismo

Saiba mais sobre cólica e traumatismo


Emergências com equinos

As situações de emergências com equinos podem ocorrer tanto com animais criados a campo, quanto com os que são criados em baias. Além disso, os equinos são animais domésticos sensíveis e em todas as idades precisam de cuidados adequados. Apesar disso, muitos criadores tem a ideia de que os animais adultos, não precisam desses cuidados, o que é um erro.

Existem alguns problemas que são observados com grande frequência na rotina dos rebanhos e também nos atendimentos veterinários. Por isso, é fundamental que você conheça sobre eles e as atitudes que devem ser tomadas. Assim, você será capaz de amenizar o sofrimento do animal até que ele possa receber o atendimento adequado de um médico veterinário.

Tem interesse em saber mais sobre esse assunto? Então fique com a gente até o final deste artigo que vamos esclarecer dúvidas  importantes. Boa leitura!

Principais situações de emergências com cavalos  

Por mais que o proprietário seja cuidadoso, às emergências com equinos acontecem com frequência. E com certeza você já deve ter ouvido alguém falando ou lamentando por conta de algum caso. De um modo geral, podem ocorrer traumas, lesões, e afecções musculares em função das atividades físicas excessivas praticadas por animais atletas.

Já os animais que trabalham no campo estão sujeitos diariamente a desgastes e cortes ocasionados pelas instalações e superfícies nas quais transitam. Por isso, é fundamental que haja interação entre o médico veterinário que acompanha o rebanho, o proprietário, treinadores e tratadores. Afinal, os cuidados com a saúde do animal devem ser prioridade. Mas de fato quais são as principais emergências? Falamos sobre elas abaixo.

Cólicas em equinos

Trata-se de de uma inquietação que faz com que os animais sintam dores que variam de leve a forte na região da barriga. O problema está diretamente relacionado ao sistema digestivo e possui diversas origens. Pode envolver a ingestão a ingestão exagerada de ração, concentrados ou mesmo de alimentos deteriorados. Se não for tratada rapidamente, a doença pode levar o animal a morte.

A enfermidade tem intensidade variada e os sinais característicos também, mas de forma geral provoca comportamentos como:

  • Sudorese;
  • Inquietação;
  • Cavar o solo;
  • Alterações na postura;
  • Rolar no chão
  • Aumento na frequência do pulso e da respiração.

Diante desta situação é importante estimular o passo do animal para que ocorra aceleração do processo digestivo. Além disso, evita que o animal se machuque. Esse cuidado não elimina a necessidade do atendimento veterinário pois, somente através da ultrassonografia será possível diagnosticar as causas exatas.

Traumatismo e contusão dos membros locomotores

Sabemos que em função do comportamento ativo é comum que ocorram emergências com equinos por conta de lesões. Eles podem esbarrar em uma cerca de arame farpado, ou mesmo em algum objeto pontiagudo.

Inicialmente é importante saber que os cavalos têm características específicas em relação ao processo de cicatrização. Eles possuem dificuldade em função da formação exagerada de tecido de granulação. Nos membros locomotores a cicatrização é ainda mais lenta, e as causas que justificam são:

  • Maior contato com sujeiras;
  • Pouca quantidade de tecido;
  • Menor vascularização;

Em caso de lesões nessa região, é recomendado limpar a ferida com água fria em uma  mangueira com baixa pressão. Assim, os vasos se contraem e o animal tem uma sensação de alívio das dores. Feridas mais graves sempre trazem a necessidade do atendimento veterinário. Ainda mais se você identificar:

  • Corpos estranhos;
  • Articulações afetadas;
  • Sangramentos intensos;
  • Necessidade de suturar a ferida;
  • Cavalo mancando (mesmo com feridas pequenas).

As feridas mais superficiais podem ser resolvidas usando medicamentos utópicos e sprays que ajudam a acelerar o processo de cicatrização. Além disso, evita que surjam inflamações futuras ou mesmo bicheiras.  

Materiais básicos que todo criador precisa ter

Diante das situações de emergências com os equinos, é aconselhável ter na propriedade um kit básico de primeiros socorros. Faz toda a diferença no tratamento do animal enquanto se espera pela chegada do médico veterinário. Alguns materiais básicos que não podem faltar no kit principal são:

  • Luvas;
  • Ligaduras;
  • Termômetro;
  • Óleo mineral;
  • Rolo de gaze;
  • Rolo de algodão;
  • Spray antisséptico;
  • Tesoura de bico curvo;
  • Antisséptico de largo espectro.

É interessante manter um kit secundário que possa ser levado em todos os deslocamentos do animal. Portanto, deve ser leve, prático e fácil de manusear. Além de conter números de telefone de veterinários, hospitais e outras autoridades.

Viu só como conhecer faz toda a diferença na hora de manter os cuidados adequados para lidar com situações de emergências com equinos? Se você quer se aprofundar ainda mais e aprender na prática sobre outras situações de emergências com os equinos, temos uma ótima notícia.

No curso de primeiros socorros em equinos do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais, você aprenderá a avaliar os problemas com os cavalos e a tomar decisões importantes. Tudo isso com os melhores especialistas e com a mais completa estrutura da Fazenda Escola CPT Presenciais. Clique no banner abaixo e confira todas as informações!

Saiba mais sobre cólica e traumatismo

Fonte: Escola do Cavalo





Revista Veterinária

Pesquisar




Comentários

Topo Baixar App
Baixar App
>